quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Num só olhar

NUM SÓ OLHAR

Eu não preciso te mostrar, as armas que usei
nem preciso demosntrar meus planos
Como eu tento imaginar, a minha mente voa
mas sempre pára aqui tão perto pra te reconhecer

Num só olhar, me diga o que fazer
Num só olhar, diga o que eu quero ouvir

Eu não preciso te contar como escapei
das minhas próprias armadilhas
As pessoas são assim, não suportam novidades
e é mais fácil entrar, e cair na rotina só mais uma vez

Num só olhar, me diga o que fazer
Num só olhar, diga o que eu quero ouvir


sábado, 20 de fevereiro de 2010

E o que dizer?

E quando tu esconde um sentimento...ele se acomoda.

Se sente aconchegado.

Fica ali...obscuro, esquecido, imexido.

Fica inerte...não dá as caras.

É assim...uma fração e já não está mais lá.

terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Tu pode viver sozinho...


Tu pode viver a tua vida sozinho...

Uma escolha.

Ignorante.

Alheia.

Vazia.

Cheia.

Tu pode fechar os olhos...

Um reflexo.

Dor.

Medo.

Culpa.

Segredo.

Tu pode cruzar os braços...

Um gesto.

Preguiça.

Despretenção.

Covardia.

Execração.


Tu pode viver a tua vida sozinho...

...porém nunca estará sozinho.