sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Não sei


É um espaço tão curto.

Onde o inesperado te liberta. Onde o medo te alimenta. Onde a ambição
tenta te seduzir.

É uma voz tão suave.

Aquela que te conta a verdade. A que prestativamente te dá conselhos. A que te puxa para onde tu não quer ir.

É uma mão tão leve.

Aquela que se estende para a reverência. A que se apresenta para o afago. Que bate tão sorrateira quanto toma um punhado de ti.

É um pensamento tão frágil.

Aquele que se apresenta desarmado e aberto. O que te expõe os caminhos para o movimento...para a revolução. Que doutrina. Que tu lê aqui.



Alguém certa vez me perguntou: "O que tu realmente sabe?"...Eu parei por uns instantes a pensar e só me veio uma resposta..."Não sei."

Um comentário:

::.. DuDa ..:: disse...

Mas "um dia você aprende..."

Vide youtube: O MENESTREL – WILLIAM SHAKESPEARE